top of page
Buscar
  • Foto do escritorRocket Fuel Ads

Google Analytics 4 | GA4 - O que é, e quais são as principais alterações e benefícios para a sua empresa.


O Google Analytics 4 é uma poderosa ferramenta de marketing que permite obter informações vitais para tomar melhores decisões de marketing.

Representa uma nova geração de análise da web que permitiu aos profissionais de marketing analisar eficazmente importantes métricas sobre como os clientes interagem com os websites, e não apenas controlar o tráfego. Foi uma grande  mudança do Universal Analytics para o GA4, na altura muitas dúvidas foram levantadas, mas hoje acho que todos concordam que foi para melhor, e uma realidade inevitável.

Eis o que precisa de saber sobre o GA4.


Pessoa a utilizar Google Analytics 4

O Google Analytics 4 acompanha todo o percurso do cliente em várias plataformas e tira partido da IA e da aprendizagem automática para fornecer informações mais detalhadas sobre a forma como os utilizadores interagem com a sua página de internet e/ou a sua aplicação.

O Google Analytics 4 (GA4) foi desenvolvido já com atenção à privacidade do cliente por isso inclui controlos de privacidade, a medição sem cookies e a modelação comportamental e de conversão. Isto surge como resposta a algumas das mais recentes leis de privacidade, como o RGPD (Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados) e a CCPA (Lei de Privacidade do Consumidor da Califórnia). Com uma abordagem de rastreamento que prioriza a privacidade, medição de dados entre diferentes canais e análise preditiva impulsionada por inteligência artificial, o GA4 é uma ferramenta avançada que oferece insights sem paralelo.

Para o GA4 todas as medições são eventos. Em vez de ver dados generalizados, pode agora obter uma compreensão mais completa da forma como os utilizadores interagem com a sua aplicação e website.

Originalmente, o GA assumia que as visualizações de página eram a métrica mais importante - mas quando a maioria do tráfego acontece em mobile e as apps ganham uma importância determinante isso não é mais verdade. Os novos parâmetros podem ter obrigado a uma curva de aprendizagem, um pequeno trade-off quando passamos a ter acesso a mais e melhores dados.

O que é que isto significa para si? Você ainda pode visualizar relatórios no nível da sessão, mas a capacidade de dividi-los por interação significa relatórios e insights mais detalhados.


Mas como é que o Google Analytics 4 funciona?

Em termos simples, o Google Analytics 4 é uma ferramenta de rastreamento gratuita oferecida pela Google, que lhe mostra como os visitantes utilizam o seu site.

Por exemplo, imagine que possui uma loja de comércio eletrónico e quer saber quantos utilizadores visitam o seu site. Com a ajuda do Google Analytics, pode ver o número de visitantes na sua loja, de onde eles vêm, que dispositivo estão a usar e muito mais.

Para medir uma página de internet, é necessário, em primeiro lugar, criar uma conta do Google Analytics 4. Em seguida, é necessário adicionar um pequeno pedaço de código de medição JavaScript ao seu site, isto pode ser feito de várias formas, mas a maioria dos websites atuais facilitam a integração de raiz com o GA4 em poucos passos. A partir dai sempre que um utilizador visitar uma página Web, o código de acompanhamento recolherá informações pseudónimas sobre a forma como esse utilizador interagiu com a página.

O Google Analytics 4 fornece informações sobre o comportamento dos utilizadores que podem ser cruciais para o seu negócio. Existem várias razões pelas quais deveria utilizar o GA4.


Aqui estão alguns dos seus benefícios:

  • Avaliar o desempenho do seu site.

  • Verificar a eficácia dos seus esforços de marketing.

  • Obter ideias para que tipo de conteúdo criar ou que produtos oferecer no seu site.

  • Segmentar os utilizadores em diferentes grupos (como idade, género, país, dispositivo, comportamentos etc.) para identificar quais são mais ativos.

  • Determinar quais as páginas do site a otimizar para aumentar as conversões.


Inteligência Artificial

O Google Analytics 4 integra aprendizagem automática e a IA. Dessa forma, pode fornecer-lhe informações detalhadas sobre o comportamento do utilizador.

Curiosamente, o Google Analytics 4 consegue funcionar mesmo sem utilizar sempre cookies. Em vez disso, utiliza a aprendizagem automática para preencher as lacunas de dados (deixadas pelos utilizadores que optam por não utilizar cookies) e fornecer-lhe informações fiáveis sobre o histórico do utilizador - sem necessidade de cookies.

Através do poder da IA, o GA4 utiliza os seus dados passados, analisa-os e faz previsões úteis sobre o comportamento futuro do utilizador. Analisar a forma como os utilizadores interagiram com a sua página no passado fornece-lhe um grau de perceção sobre como poderão interagir no futuro.

O GA4 exibe as suas previsões através das suas métricas de IA, que são as seguintes:

  • Probabilidade de churn - As hipóteses de um utilizador que esteve ativo nos últimos 7 dias não voltar a estar ativo nos próximos 7 dias.

  • Probabilidade de compra - As hipóteses de um utilizador ativo nos últimos 28 dias se tornar uma conversão nos próximos 7 dias.

  • Previsão de receitas - Qual o volume de receitas que pode esperar obter nos próximos 28 dias de um utilizador que esteve ativo nos últimos 28 dias.

Com estes dados recolhidos, pode criar públicos-alvo complexos para futuras campanhas nas redes sociais e no Google Ads.

Estas métricas de IA podem, por exemplo, ajudá-lo a criar um público constituído por visitantes do site que provavelmente regressarão para comprar na sua loja de comércio eletrónico. Ou, utilizadores que provavelmente comprarão um produto nos próximos 7 dias.

Determinar a probabilidade de tais eventos manualmente seria quase impossível - e é por isso que a inclusão do “Machine Learning” ao GA4 é tão útil.


Como e onde consigo aceder à informação que o google Analytics fornece?

A plataforma do Google Analytics é toda ela um interface que lhe permite ter acesso aos dados que recolhe do seu website, aplicação etc. e permite isto através de um conjunto de relatórios, standard e personalizados, com dados em tempo real ou históricos e até preditivos com acesso a inteligência artificial, que lhe apresentam a informação de uma forma fiável e consistente. Vamos explorar agora alguns desses relatórios.


Relatórios Padrão no GA4

Os relatórios padrão do GA4 englobam o " Resumo dos relatórios", uma visão rápida do desempenho, o relatório "Em tempo real", assim como os relatórios de "Ciclo de vida" etc. A maior parte dos relatórios encontra-se na área "Ciclo de vida", onde estão os relatórios do funil de vendas, Aquisição, Envolvimento, Monetização e retenção.


O relatório Resumo

Este relatório oferece informações extremamente úteis sobre como estão a correr os seus investimentos de marketing:

Proporciona um acesso rápido no "dashboard" ou painel de controle inicial métricas como o número de utilizadores e, especificamente, novos utilizadores, permitindo-lhe compreender a eficácia dos seus investimentos de marketing e quantos novos utilizadores estão a encontrar o seu site, nesse mesmo painel de controlo consegue ainda ver o tempo médio de envolvimento e a receita total.

Nos cartões por baixo consegue facilmente ter acesso a várias métricas importantes como a localização dos seus visitantes, o ranking de canais de origem das sessões, as páginas mais vistas, os eventos mais acionados etc.


O Relatório em Tempo Real

O relatório em tempo real é interessante para obter uma visão rápida do que está a acontecer no seu site e pode ajudar a diagnosticar o que pode estar a causar picos significativos de tráfego. Ele reporta todos os utilizadores nos últimos 30 minutos e fornece uma fotografia da atividade.

É possível ver facilmente o total de utilizadores em simultâneo, e também um mapa interessante que mostra a localização onde a atividade está a decorrer, de que parte do mundo vem os seus visitantes.

Tem várias métricas muito interessantes como os utilizadores por fonte, utilizadores por audiência, a divisão por categoria de dispositivo ou quais as páginas que estão particularmente populares nesse momento e quais eventos estão a ocorrer.


Os Relatórios de Ciclo de Vida

A maior parte do valor real dos relatórios padrão do GA4 está nos relatórios de Ciclo de Vida. Em particular, os relatórios de Aquisição, Envolvimento e Monetização contêm relatórios detalhados que podem fornecer insights úteis para o negócio.


Relatórios de Aquisição do GA4

A área de relatórios de Aquisição centra-se em como os seus visitantes chegam ao seu site. Como são “adquiridos”? Isso inclui Visão Geral da Aquisição, Aquisição de Utilizador e Aquisição de Tráfego, como pode ver na caixa vermelha abaixo.

A visão geral:

A visão geral fornece um instantâneo de utilizadores e sessões e também integra dados do Google Ads e da Pesquisa Google, se configurou essas integrações para a sua propriedade GA4.

O relatório de Aquisição de Utilizador:

O relatório de Aquisição de Utilizador inclui detalhes sobre fontes de tráfego baseadas na atividade do utilizador.

O relatório de Aquisição de Tráfego:

O relatório de Aquisição de Tráfego é semelhante, mas foca-se em Sessões em vez de Utilizadores.


Relatórios de Envolvimento

Enquanto os relatórios de Aquisição se concentram em como os visitantes chegam ao seu site, os relatórios de Envolvimento focam-se no que eles fazem após a chegada.

Os relatórios padrões de Envolvimento incluem uma Visão Geral do Envolvimento, Relatório de Eventos, Relatório de Conversões e Páginas e Telas.

Relatório de Eventos

O Relatório de Eventos lista todos os eventos que ocorreram no site durante o período de tempo que está a analisar.

Relatório de Conversões

Conversões foca-se apenas nos eventos específicos que você marcou para serem registados como conversões.

Relatório de Páginas e Telas

Inclui informações sobre como os visitantes interagem com as páginas mais populares do seu site.


Relatórios de Monetização

Os relatórios de monetização são relevantes apenas para empresas que monetizaram o seu site ou aplicação. Estes relatórios fornecem informações valiosas sobre o desempenho das estratégias de monetização, permitindo às empresas compreender melhor as fontes de receita, o comportamento dos utilizadores em relação a produtos ou serviços pagos, e a eficácia de diferentes abordagens de monetização. São essenciais para ajustar estratégias e maximizar o retorno financeiro do site ou aplicação.


Relatório de retenção

Esta área permite que você analise a eficácia com que retém clientes. A ideia aqui é compreender se os utilizadores que chegam ao site regressam ou não e em quanto tempo.

A retenção de utilizadores por coorte é provavelmente o gráfico mais valioso na seção de Retenção, pois permite analisar quantos dos seus utilizadores regressam ao site no dia seguinte a serem adquiridos (1 dia), nos 7 dias seguintes (7 dias) ou nos 30 dias seguintes (30 dias). Este gráfico permite compreender se está a conseguir reter o interesse dos seus utilizadores ou não mas, naturalmente, é muito influenciado pelo tipo de negócio.

Existe também um gráfico com o Life Time Value dos utilizadores, e é importante chamar à atenção que no Analytics o LTV refere-se a todos os utilizadores, não apenas aos clientes, por isso o número é muito mais baixo que o LTV dos seus clientes, o tradicional. De referir também outra importante diferença, no LTV dos seus clientes leva em consideração o tempo médio de retenção de clientes, no Analytics esta métrica tem a ver com o período de análise definido.  


Modelo de Dados Baseado em Eventos

O novo modelo de dados baseado em eventos permite rastrear cada ação que os utilizadores realizam no seu domínio. Isso ajuda a entender como os seus clientes se movimentam pelo funil de vendas.

O Google Analytics 4 classifica todas as ações da página como “eventos”. Estes incluem cliques, downloads, reproduções de vídeos, submissões, entre outros.

Esses “eventos” são usados como a unidade central de medição do envolvimento do utilizador, pois sugerem que uma ação foi concluída no seu site.

Por exemplo, se quiser medir quantas pessoas se inscreveram na sua lista de e-mails, pode atribuir esta ação como um “evento”. Poderia nomear o evento algo como “inscrição_na_lista_de_correio”. Sempre que estas ações são realizadas no seu site, um “evento” é registado.

Uma vez que os dados tenham sido reunidos, será possível rever quantas vezes este evento específico foi acionado.


Pessoa ao telemovel a selecionar uma app

Análise Multi-Platforma

Se possui um site e também uma aplicação, pode usar o GA4 para análise multi-platforma. A ferramenta combina dados da sua aplicação e site, permitindo rastrear a jornada do utilizador em ambas as plataformas. (Isto é diferente do UA, que só permitia rastrear dados baseados na web.)

Uma vez que conecte a sua aplicação iOS ou Android ao Google Analytics 4, IDs de utilizador únicos são usados para rastrear os seus clientes. Os dados serão recolhidos de cada sessão iniciada e enviados diretamente para o Google Analytics.

Os dados recolhidos das aplicações são muito semelhantes aos dados recolhidos do seu site — "eventos" como visualizações de vídeos e cliques, bem como rastreamento de conversões, visualizações de tela, entre outros.

Essas informações podem ajudá-lo a entender melhor como os utilizadores interagem com as funcionalidades do seu site e aplicação simultaneamente.

Uma única fonte de dados (de um site ou aplicação) é referida como um "fluxo de dados" no GA4. Este "fluxo" é o fluxo de dados de um utilizador e de uma plataforma específica para a sua conta GA4.


Como o GA4 calcula as Sessões

Com o Google Analytics 4, a cada utilizador é atribuído um ID de sessão que permanece válido pelo tempo que estiverem no site.

Isto é uma melhoria significativa em relação ao Universal Analytics registava novas sessões sempre que o fuso horário de um utilizador ultrapassava a meia-noite. Isso significa que se um utilizador estivesse no seu site entre as 23:59 e as 00:01, o Universal Analytics contaria essa visita de 2 minutos como duas sessões separadas.

Embora isso possa parecer menor, se ocorresse regularmente o suficiente, tornaria a sua contagem de sessões massivamente pouco fiável. Com o GA4 se passar da meia-noite e um utilizador ainda estiver no seu website, apenas uma sessão é contada.

Já a regra dos 30 minutos do Google ainda se aplica. O google tem definido que após 30 minutos de inatividade, a sessão é oficialmente registrada como encerrada. Esta regra é seguida tanto pelo UA quanto pelo GA4.


Taxa de Envolvimento

O GA4 introduziu uma nova métrica a “taxa de envolvimento” ou “Engagment”. Enquanto o UA registava a taxa de rejeição, o GA4 optou pela métrica muito mais positiva a métrica de taxa de envolvimento que reflete quantas das suas visitas ao site são tem envolvimento do utilizador.

Esta métrica é calculada somando o número de sessões de utilizadores que duraram mais de 10 segundos e apresentaram ou um evento de conversão ou pelo menos duas visualizações de página. Estas sessões são apropriadamente denominadas "sessões envolvidas".


Modelo de Atribuição

A modelo de atribuição é o processo em como o Google Analytics atribui crédito a diferentes pontos de contato nos caminhos de venda. Estes "pontos de contato" são as etapas que um utilizador realiza antes de chegar a uma conversão e podem ser qualquer coisa envolvida no funil de vendas, como um click num link de um anúncio de e-mail, ou quando um utilizador clica no seu site após uma pesquisa orgânica.

O Google Analytics 4 tem três modelos de atribuição diferentes para escolher:

 

Atribuição Baseada em Dados:

A atribuição baseada em dados distribui o crédito pela conversão com base nos dados de cada evento de conversão. É diferente dos outros modelos porque utiliza os dados da sua conta para calcular a contribuição real de cada interação de clique.

Cada modelo baseado em dados é específico para cada anunciante e cada evento de conversão.

Como funciona a atribuição baseada em dados

A atribuição utiliza algoritmos de aprendizado de máquina para avaliar tanto caminhos de conversão quanto de não conversão. O modelo baseado em dados resultante aprende como diferentes pontos de contato impactam os resultados de conversão. O modelo incorpora fatores como tempo até a conversão, tipo de dispositivo, número de interações com anúncios, a ordem de exposição aos anúncios e o tipo de ativos criativos. Usando uma abordagem contrafactual, o modelo contrasta o que aconteceu com o que poderia ter ocorrido para determinar quais pontos de contato têm maior probabilidade de impulsionar conversões. O modelo atribui crédito de conversão a esses pontos de contato com base nessa probabilidade. Preferência por Anúncios — Como o nome indica, este modelo dá crédito total ao último anúncio do Google com o qual o utilizador interagiu. Se não houver anúncios do Google no funil de vendas, este modelo muda para o último clique cross-channel.

Regras cross-channel — Existem cinco regras diferentes que você pode escolher com este modelo de atribuição:


Último Clique Pago e Orgânico

Último Clique Pago e Orgânico: Ignora o tráfego direto e atribui 100% do valor da conversão ao último canal pelo qual o cliente passou (ou visualização com envolvimento, no caso do YouTube) antes de converter.

Nota: Os modelos de atribuição de primeiro clique, linear, de decaimento temporal e baseado em posição deixaram de estar disponíveis a partir de novembro de 2023.


Último Clique em Canais Pagos do Google

Último Clique em Canais Pagos do Google atribui 100% do valor da conversão ao último canal do Google Ads pelo qual o cliente passou antes de converter. Se não houver um clique do Google Ads no caminho, o modelo de atribuição recorre ao Último Clique Pago e Orgânico. 

 

O Google Analytics 4 é uma ferramenta de análise poderosa que oferece insights inestimáveis sobre o seu público, de onde vem, como chegou até si e como está a interagir com o seu site. Existem inúmeros benefícios no GA4, incluindo rastreamento multi-plataforma, mais controle sobre os dados e insights movidos por IA, ao longo das próximas semanas vamos partilhar consigo mais insights sobre o analytics pois achamos uma ferramenta muito importante no marketing digital.

Mantenha-se ligado e subscreva a nossa newsletter.

2 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page